Coluna n° 38

Arte: Guto Delfino

Foto: Frederico Tadeu/Avaí F.C.

Saudações azurras. 

“Quase!
Um lindo domingão de Dia dos Pais, com o tradicional almoço dos filhos e depois o destino já tinha endereço: A Ressacada.
A esperança do torcedor avaiano novamente estava presente. Seria o dia da primeira vitória. Homenagem feita aos pais azurras, na entrada do time, com os jogadores usando nome dos sócios na camisa.
Mas o que realmente importava era mesmo o jogo e a possibilidade do resultado positivo. O adversário também vivendo um momento ruim na competição, que renovou as esperanças avaianas de um bom resultado.
O jogo iniciou com o time azurra muito bem postado taticamente, sabendo das principais armas do adversário e conseguindo anulá-las. Conseguia concatenar as jogadas até com certa facilidade, no gol do goleiro Fábio, que trabalhou bastante no primeiro tempo.
O gol do Avaí surgiu após cobrança de falta, no setor esquerdo de ataque. A bola foi alçada no segundo pau, por onde entrava Pedro castro, que tomou a frente do lateral esquerdo Egídio e escorou para o fundo das redes. Após o gol, Pedro bateu no ferro que sustenta a rede e se machucou, mas logo estava de volta.
Já o Cruzeiro, tentou manter o que o antigo treinador Mano Menezes usava. Tentava marcar e sair rápido, mas esbarrou na boa estratégia armada pelo técnico Alberto Valentim, onde Pedro Castro ficava no encalço do Robinho, que era o armador do time mineiro. Sassá não se criou em cima do Marquinhos Silva e mudou o posicionamento. Destaque para a grande defesa de Vladmir, numa cobrança de falta de Robinho, quase ao final da primeira etapa.
Alguns bons destaques no lado azurra, no primeiro tempo: Léo, Franco, Pedro Castro e Lourenço.
Veio o segundo tempo e o Avaí seguia tentando chegar ao gol adversário. Logo no primeiro minuto, Pedro castro chutou a bola pegou na trave.
O gol de empate dos visitantes veio aos dezesseis minutos, aonde Marquinhos Gabriel veio da esquerda para dentro e pegou bem na bola, para grande defesa de Vladimir, a bola bateu na trave e no rebote, Pedro Rocha empatou a partida.
O Leão da Ilha voltou à frente no placar, depois de bela jogada, em velocidade, do atacante Caio Paulista, que foi pra cima do lateral Egídio, que não teve alternativa a não ser derrubar o jogador avaiano. Pênalti convertido pelo Brenner, fazendo dois a um.
A partir daí o Cruzeiro foi para o “tudo ou nada”, e ainda teve a expulsão do lateral direito Edílson, que já havia levado o amarelo e tomou o segundo, por dizer ao árbitro: “Você tá de sacanagem. Esquece de mim, merda”, colocado em súmula.
O técnico cruzeirense colocou o zagueiro Dedé no ataque, em cima do Marquinhos Silva, pra tentar tirar a sobra da marcação e sempre com bolas longas para o defensor disputar. Com um jogador a menos, tiveram a melhor chance do empate após uma saída errada do Avaí, o Cruzeiro recuperou a bola e conseguiu achar o atacante Sassá sozinho, pra tirar do goleiro Vladimir e depois de quase cinco minutos do VAR, decretar o empate.
Pode ser repetitivo, mas o Avaí fez um jogo consistente e deixou o time cruzeirense sem muitas opções a não a bola aérea. Mas como já aconteceu outras vezes, tomou os gols a partir da bola dominada.
Na próxima rodada teremos um confronto local, em Chapecó, onde o time do Oeste também está muito pressionado, por também estar na “zona do desconforto”. E para o Avaí, essa primeira vitória tem que acontecer, o quanto antes.
Um abraço a todos!

FICHA TÉCNICA
Jogo: Avaí 2×2 Cruzeiro-MG
Competição: Campeonato Brasileiro Série A
Data: 11/08/2019 – Hora: 16h
Estádio: Ressacada – Local: Florianópolis-SC

ÁRBITROS DA PARTIDA
Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior-AB-PR
Árbitro Assistente 1: Bruno Boschilia-FIFA-PR
Árbitro Assistente 2: Ivan Carlos Bohn_AB-PR
Quarto Árbitro: Diego da Costa Cidral-CD-SC
Analista de Campo: Marco Antônio Martins-CBF-SC
Árbitro de Vídeo: Adriano Milczvski-AB-PR
Assistente de Árbitro de Vídeo 1: José Mendonça da Silva Junior-AB-PR
Assistente de Árbitro de Vídeo 2: Victor Hugo Imazu dos Santos-AB-PR
Observador de VAR: Nilson de Souza Monção-CBF-BR

PÚBLICO E RENDA
VENDA DE INGRESSOS: 532
RENDA DOS INGRESSOS: R$ 32.965,00
TOTAL DE SÓCIOS: 3.273
RENDA SÓCIOS: R$ 65.460,00
PÚBLICO NÃO PAGANTE: 882
CRIANÇAS: 234
PÚBLICO TOTAL: 4.921
RENDA TOTAL: R$ 98.425,00

ESCALAÇÃO DO AVAÍ
Vladimir; Léo (Iury), Betão, Marquinhos Silva e Paulinho; Pedro Castro, Richard Franco e João Paulo; Lourenço (Caio Paulista), Brenner e Bruno Sávio (Douglas)
TÉCNICO: Alberto Valentim
ESCALAÇÃO DO CRUZEIRO
Fábio; Orejuela (Edilson), Dedé, Léo e Egídio (Dodô); Henrique, Ariel Cabral (David) e Robinho; Marquinhos Gabriel, Sassá e Pedro Rocha
TÉCNICO: Ricardo Resende

CARTÕES AMARELOS
AVAÍ: Vladimir, Douglas, Julinho ( no banco) e Léo (vermelho, no banco)
CRUZEIRO: Robinho
CARTÃO VERMELHO
CRUZEIRO: Edilson (segundo amarelo)”

Texto de Renatinho Pires.

TAGS:
CURTA / COMPARTILHE / COMENTE

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Got Something To Say:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Todos os direitos reservados © 2019. | Blog do Guto - Desenvolvido por R Comunicação.