Category Archives: Sem categoria

Coluna n° 9

Arte: Guto Delfino

Saudações azurras. 

“Sobre o “Jogo” e a Nati
Olá. Vamos tentar falar algo do que aconteceu no último domingo, no Estádio da Ressacada. Disseram que teríamos uma partida de futebol. Sim, mas não contavam com um fim de semana com muita chuva, que piorou antes e durante o “pretenso” jogo.
Quando estava indo, no caminho, já imaginava uma situação não muito boa para o jogo e é claro, para o torcedor se deslocar. Muita chuva, poças d’água e o perigo dos buracos, nas ruas de nossa cidade.
Chegamos nos arredores e o papo era de que, possivelmente, não teríamos a partida, em função das chuvas e o excesso de água no gramado. Ao entrar no Estádio e ver a situação do momento, se imaginava que o árbitro não daria condição, mas para a surpresa de muitos, os times entraram em campo, junto com o quarteto de arbitragem.
Há versões dizendo que o Brusque quis a realização da partida, mesmo com a pouca condição em que se encontrava o gramado.
E assim se deu o início da peleja, com os times tentando levantar a bola para tentar alguma jogada.
Falarei pouco do que aconteceu dentro das quatro linhas. Vou me ater ao que os artistas do espetáculo, os jogadores disseram, em entrevistas.
Betão, por exemplo, comentou que o atleta é o último a ser ouvido e que é difícil de contrariar. Um sindicato de atletas mais atuante poderia ter ajudado nessa situação, onde todos entraram com um risco maior de se machucarem. Um risco desnecessário, repetindo.
No intervalo, o árbitro não deu o reinício, esperou por quase cinqüenta minutos, até ter as mínimas condições da “bola rolar”. Isso na visão dele é claro.
Todos perderam. Os dois times, que não puderam desenvolver nada parecido com futebol. O torcedor, que foi um herói, diante da situação de chuva intermitente, que foi lesado, pois não viu um jogo. Ah, teve gente que ganhou. Por exemplo, a arbitragem que recebeu certinho o valor devido. A Federação com os exagerados 10% de taxa. O clube perdeu bastante, com os 2.511 heróis, que conseguiram chegar até o Aderbal Ramos da Silva. Aliás, a rodada inteira foi deficitária para os clubes. Algo tem que ser feito.
Não tivemos futebol. O zero a zero seria o resultado óbvio, que acabou acontecendo.
Por outro lado, na segunda-feira, tivemos a agradável presença da pequena Nati no programa “Encontro”, da Fátima Bernardes, na Rede Globo, levando o nome do futebol feminino para o Brasil e também, por conseqüência, do Avaí, que a contratou.
O clube tem ganhado uma mídia nacional e internacional, com essa contratação da Nati. É aproveitar bem essa oportunidade e aumentar ainda mais a projeção do Avaí. A rapaziada do marketing avaiano tem trabalhado muito bem.
Um abraço a todos!”

Adversário e data definidos

Arte: Vinicius

Saudações azurras. 
A Confederação Brasileira de Futebol divulgou a data da segunda fase da Copa do Brasil. 
O Avaí enfrentará o Brasil de Pelotas, no dia 07 de março, partida única que será realizada no Estádio da Ressacada. 
Nesta fase, quem vencer avança para a terceira fase. Em caso de empate, haverá disputa de pênaltis.
Se o Avaí passar, o clube receberá R$ 1.400 milhão de reais, o que potencializará os cofres do clube.
Dá para passar!

Igual ao estilo do Alemão?

Arte: Guto Delfino

Saudações azurras.
Nos próximos dias, o Avaí deve anunciar a contratação do zagueiro Ricardo Thaliemmer.
O defensor de 26 anos estava atuando no São Luiz de Ijuí onde vem se destacando no Campeonato Gaúcho. O jogador tem 1,84m de altura.
Segundo o técnico Geninho, quem indicou a sua possível contratação, o jogador atua pelos dois lados e na coletiva pós-jogo de domingo, o treinador falou que Ricardo tem um estilo de jogo parecido ao de Alemão, nosso zagueiro destaque do ano passado, que está na Arábia Saudita.
Não o conheço, mas vejo que há a necessidade de reforçar o sistema defensivo, pois temos poucas peças de reposição nesse setor.

Falta de competência e de bom senso

Arte: Guto Delfino

Saudações azurras.
O árbitro Bráulio da Silva Machado foi o grande vilão da partida entre Avaí x Brusque.
O juiz “credenciado” pela FIFA deixou a partida acontecer sem nenhuma avaliação prévia, requisito que consta no protocolo da entidade, dada pelo estado precário do gramado ocasionado pela chuva torrencial que assolou Florianópolis.
Ele foi muito incompetente e não teve nenhum bom senso em cancelar a partida, colocando em risco a integridade física dos jogadores e, além disso, o espetáculo ficou totalmente em segundo plano para a torcida.
Não tinha outra data para a realização? A FCF tem a obrigação de desmembrar o calendário e achar uma data para a realização do jogo, só não pode deixar aquele “pólo-aquático” como aconteceu ontem.
Nota 0 para o “FIFA”!

Catarinense – resultados da rodada #8

Arte: Guto Delfino

Saudações azurras. 
Confira todos os resultados da oitava rodada do Campeonato Catarinense 2019:

Chapecoense 0 x 0 Figueirense;
Avaí 0 x 0 Brusque;
Hercílio Luz 0 x 2 Marcilio Dias;
Metropolitano 2 x 1 Tubarão;
Joinville 2 x 1 Criciúma. 

Todos os direitos reservados © 2019. | Blog do Guto - Desenvolvido por R Comunicação.