Coluna 30

Arte: Guto Delfino

Foto: Frederico Tadeu/Avaí F.C

Saudações azurras.

“O Jogo tem 90 Minutos
Olá amigos que já se habituaram a ler o que esta humilde pessoa escreve e tenta passar um pouco do que aconteceu nos jogos do Avaí, desde o início do ano.
O foco será o jogo entre Avaí e Ceará, aquele jogo que todos dizem: É jogo do nosso campeonato. Aliás, o time enfrentou alguns adversários desse campeonato e não conseguiu obter uma vitória (CSA, Vasco, Ceará e Bahia).
Mas vamos ao jogo de segunda-feira à noite, ás 20 horas, uma expectativa de bom público. O time com apenas uma mudança forçada, pelo terceiro cartão, muito mal dado para o Betão, no jogo contra o Vasco. Entrou o também experiente Marquinhos Silva. Geninho queria dar mais entrosamento ao time, mexendo o menos possível.
A equipe do Avaí começou a partida muito bem posicionada e sabendo o que o Ceará iria utilizar como estratégia de jogo.
Logo aos dois minutos, Caio entrou pela direita e bateu cruzado, com a bola passando rente a trave do goleiro Diogo Silva.
Depois, aos oito minutos, novamente Caio chega até a pequena área, tentando tocar por baixo do goleiro, que fez a defesa.
Aos vinte e um minutos, o Leão segue pressionando com mais uma grande oportunidade, após o cabeceio de João Paulo e grande defesa do goleiro, no rebote, Brenner tenta e a bola bate na trave.
Aos trinta, uma bela cobrança de falta de Gegê, que passa pertinho do gol.
Trinta e cinco minutos e mais uma bela chance criada pelo Avaí com a tabela bem feita e a bola chegando até Brenner, que faz o toque para Igor Fernandes, com definição linda para o gol. Só que o VAR vê a posição irregular do atacante avaiano, invalidando o gol de abertura do placar.
O Leão segue criando chances, agora com Brenner aparecendo frente a frente com o goleiro, chutando para fora.
Logo em seguida vem o gol do desafogo azurra. Lourenço faz bela jogada e acha Brenner livre, dentro da área, fez o giro e bate forte, abrindo o placar e fazendo justiça ao imenso domínio na primeira etapa.
Um primeiro tempo excelente, com sete chances claras criadas, os lados do campo sendo bem utilizados, um pouco mais o Caio, na direita do que o João Paulo na esquerda. Gegê também apareceu bem pelo meio e Brenner dando muita opção de passe usando o último zagueiro muito bem.
Mas viria o segundo tempo e uma mudança total de atitude das duas equipes. Diriam os mais antigos: “dois tempos distintos”.
O Ceará voltou com uma alteração, em função do cartão amarelo e o Enderson Moreira adiantou as linhas, colocando o time mais a frente e tendo o risco do contra ataque.
O primeiro ataque mais efetivo da segunda etapa foi do Avaí, após cobrança de escanteio, Matheus Barbosa cabeceia por cima do travessão.
Depois veio o primeiro ataque do adversário. O zagueiro Valdo divide a jogada na área avaiana e Galhardo desperdiça a oportunidade. Seria um presságio…
Aos 27 minutos do segundo tempo, o empate do Ceará, após cobrança de falta, que, em minha opinião, não aconteceu, a bola sobrou para Galhardo bater de primeira, sem chances para Vladimir.
O gol da virada cearense veio após a batida do goleiro Diogo Silva para o ataque, Ricardo Bueno raspa de cabeça e a bola chega para Galhardo que domina e carrega a bola até o interior da área batendo forte.
O Avaí ainda teve a chance do empate. Douglas cruza a bola para dentro da área do Ceará, mas Luan Pereira não consegue finalizar para o gol e fim de jogo logo em seguida.
Uma derrota amarga para o Avaí que contava com os três pontos, importantes para a classificação e manutenção na série A. O time foi muito bem no primeiro tempo e diminuiu muito o ritmo na etapa final.
Já era de se esperar um Ceará diferente na volta do intervalo, mas as linhas ficaram demasiadamente atrás, deixando o adversário muito perto do gol. O contra ataque até apareceu, mas não foi bem finalizado.
Agora serão três jogos bem difíceis, na seqüência da competição: Inter, em Porto Alegre, São Paulo, na Ressacada e fechando a primeira parte, antes da Copa América, o Avaí enfrentará o líder Palmeiras no Alianz Park, em São Paulo. Terá que pontuar nesses jogos bem mais complicados. Série A é isso, uma pauleira atrás da outra.
Um abraço a todos!

FICHA TÉCNICA

Jogo: Avaí 1 × 2 Ceará
Competição: Campeonato Brasileiro Série A
Data: 27/05/2019 – Hora: 20h

Estádio: Ressacada – Local: Florianópolis-SC

ÁRBITROS EM CAMPO
Árbitro: Rodrigo Carvalhaes de Miranda-AB-RJ
Árbitro Assistente 1: Michael Correia-AB-RJ
Árbitro Assistente 2: Silbert Faria Sisquim-AB-RJ
Quarto Árbitro: Diego da Costa Cidral-CD-SC
Árbitro de Vídeo: Bruno Arleu de Araujo-AB-RJ

PÚBLICO E RENDA

VENDA DE INGRESSOS: 172
RENDA DOS INGRESSOS: R$ 10.926,00
TOTAL DE SÓCIOS: 4.954
RENDA SÓCIOS: R$ 99.080,00
PÚBLICO NÃO PAGANTE: 273
CRIANÇAS: 144
PÚBLICO TOTAL: 5.543
RENDA TOTAL: R$ 110.006,00

ESCALAÇÃO DO AVAÍ
Vladimir; Lourenço, Marquinhos Silva, Ricardo e Igor Fernandes; Matheus Barbosa (Douglas), Pedro Castro e Gegê (Luan Pereira); João Paulo, Brenner (Daniel Amorim) e Caio Paulista
TÉCNICO: Geninho

ESCALAÇÃO DO CEARÁ
Diogo Silva; Samuel Xavier, Valdo, Luiz Otávio e João Lucas; Fabinho, Ricardinho (Pedro Ken), Leandro Carvalho (Rick (Ricardo Boeno)), Thiago Galhardo e Fernando Sobral; Bergson

CARTÕES AMARELOS
AVAÍ: Igor Fernandes, Brenner, João Paulo e Lourenço
CEARÁ: Bergson, Leandro Carvalho e Luiz Otávio”

Texto de Renatinho Pires. 

TAGS:
CURTA / COMPARTILHE / COMENTE

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Got Something To Say:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Todos os direitos reservados © 2019. | Blog do Guto - Desenvolvido por R Comunicação.