Coluna n° 12

Arte: Guto Delfino

Saudações azurras. 

“Velocidade de Cruzeiro
Um belo domingo de carnaval na Capital do Estado. Muito sol, calor e mais um jogo válido pelo Campeonato Catarinense. Os mais de 3.800 torcedores que estiveram na Ressacada viram mais uma boa vitória do Avaí, diante de um adversário limitado tecnicamente, mas é claro que o Leão não tem nada a ver com isso.
O time veio a campo mesclado e usando a zaga titular em alguns jogos, além do Getúlio no ataque. Geninho montou um bom time: Gledson, Alex Silva, Marquinhos Silva, Betão e Igor Fernandes; Ricardo; Moritz, Luan Pereira, Caio e Brizuela; Getúlio.
O jogo se desenrolou da forma como o Avaí tinha desenhado, com o adversário vindo a campo para levar algum ponto para Joinville e que também tinha vários desfalques.
O jogo começou de forma natural, tendo o domínio do Avaí, tentando se acostumar com os jogadores que entraram. O time tentou criar algumas oportunidades pelos lados dos campos, com Caio e Brizuela.
O Avaí abriu o placar após uma boa jogada e cruzamento para Getúlio cabecear como manda o figurino, para baixo, o goleiro fez boa defesa, no rebote aconteceu uma penalidade não dada pelo árbitro e a bola acabou sobrando para André Moritz, que tocou para o fundo das redes.
A partir daí, o adversário não conseguiu concatenar nenhuma jogada e o Avaí deu uma segurada no ritmo, mesmo assim, continuou tendo o domínio da partida. E o segundo gol veio aos 45 do primeiro tempo, após Caio Paulista não desistir da jogada e roubar a bola do jogador do JEC e cruzar para trás, pegando Alex Silva de frente, só colocando e ampliando a vantagem.
O segundo tempo veio e o Joinville fez duas alterações, logo de cara, tentando mudar alguma coisa na partida e deixando o time mais ofensivo e também mais vulnerável.
O Avaí novamente perdeu vários contra-ataques em que poderia aumentar a diferença no placar, mas a escolha do penúltimo passe foi errada. O adversário tentava e conseguiu criar algumas chances, mas com boa participação do goleiro Gledson.
Depois de tanto ter chances, o Leão da Ilha chegou ao terceiro gol, através do menino Getúlio, que recebeu lançamento pelo meio da zaga, driblou o goleiro e finalizou tranquilamente. Um resultado feito com o time sabendo o que fazer, mesmo com as mudanças e retorna a liderança provisória na tabela e dá ao técnico Geninho tranqüilidade para mais um “jogo do ano”, contra o Brasil de Pelotas, pela Copa do Brasil, valendo muito financeiramente falando.
É respeitar muito o adversário e fazer o que o time feito dentro de casa, voltando a ser temido na Ressacada. Esse ano foram 14 gols feitos e nenhum sofrido. Uma campanha bem diferente dos últimos anos, em que o Avaí fez campanhas melhores atuando fora de casa.
Então é o seguinte: lugar de avaiano é na Ressacada, apoiando o time em mais essa batalha, muito valiosa para as finanças do clube.
É nessa quinta-feira, ás 19:15, com transmissão da Rádio Oficial do Avaí, nos aplicativos Android e IOS, além do 89.1 FM.
Um abraço a todos!!

TAGS:
CURTA / COMPARTILHE / COMENTE

ESCREVA UM COMENTÁRIO

Got Something To Say:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Todos os direitos reservados © 2019. | Blog do Guto - Desenvolvido por R Comunicação.