Ressacada 35 anos


Saudações azurras.
Nesse feriado de Proclamação da República, a nossa Ressacada completa 35 anos de inauguração.
O pontapé inicial do Estádio Aderbal Ramos da Silva aconteceu em 1983 com o jogo entre Avaí e Vasco, vencido pelo time carioca por 1 x 4.
A Ressacada é muito mais do que um simples estádio, é o nosso segundo lar, local das grandes conquistas do Avaí e é o reduto da torcida mais apaixonada de Santa Catarina.
Parabéns Bombonera Avaiana!

CURTA / COMPARTILHE / COMENTE

Calma, atenção e precisão

Saudações azurras.

No sábado, o Avaí faz o jogo da vida em Maceió contra o CSA.

Visando o acesso, os comandados do técnico Geninho devem primar sob três aspectos para chegar a vitória: os princípios da calma, da atenção e da precisão.

Teremos noventa minutos para chegar à vitória, a pressa é inimiga da perfeição, jogamos muito bem quando é fora de casa, temos as melhores campanhas de visitante no Campeonato; o segundo aspecto é o da atenção, pois vamos enfrentar um adversário que também luta pelo acesso, deve jogar com todas as forças para conquistar o acesso.

E por último, talvez o mais importante, o Leão necessita ser preciso nas finalizações, nos últimos jogos o time tem criado diversas oportunidades de gol, porém não teve êxito. Precisamos ter confiança na hora de chutar para fazer os gols.

Tenho certeza de que vamos ganhar esta partida!

CURTA / COMPARTILHE / COMENTE

Nunca duvide do Avaí


Saudações azurras.
Pelas redes sociais, percebo uma certa desconfiança na torcida em relação ao acesso do Avaí.
Mesmo com a derrota sofrida no último sábado, o Leão depende só das suas forças para conquistar o acesso, ou seja, ganhar as suas duas partidas (contra o CSA e Ponte Preta) para alcançar o seu objetivo final.
Temos totais condições de  conquistar, então acredite na força de chegada, temos o espírito guerreiro encravado nas nossas raízes e venceremos essas batalhas.
NUNCA DUVIDE DO AVAÍ!

CURTA / COMPARTILHE / COMENTE

Coluna nº 8

Arte: Guto Delfino

Saudações azurras.
Vamos para mais uma edição do quadro “Fala, Renatinho” do meu amigão Renato Pires, confira:

“Agora Faltarão Duas Rodadas

Olá torcedor avaiano, que frequenta o blog do meu amigo Guto, vamos para mais um relato de  jogo do Avaí, contra o líder da competição, o Fortaleza. Lembrando que aqui não temos pessimismo, e sim, e tentar sempre observar as coisas boas que aconteceram, mesmo com uma derrota.

Um dia de sábado bem maluco, que alternava sol e chuva, deixando o torcedor na dúvida se ia ao Aderbal Ramos da Silva ou ficar em casa, assistindo pela TV. Mas o chamamento feito pela diretoria do Avaí deu certo. O torcedor compareceu em bom número (10.589 público total) e foi com o objetivo de ajudar o time. Vibrando, cantando e tentando levar o time ao ataque.

Voltando ao jogo, vimos uma escalação do adversário quase totalmente reserva, mas que queriam mostrar trabalho. Essa escalação pode ter tirado um pouco do que o Avaí trabalhou nos treinamentos, já que não havia essa predisposição pré jogo. Embora o sistema de jogo do Fortaleza não tenha mudado, mas as características de cada jogador muda.

Pelo lado avaiano, já se sabia da equipe que entraria jogando, sem o Betão (com Aírton) e o retorno do Getúlio ( no lugar do Jones), a manutenção do Igor na lateral esquerda e Pedro Castro no meio, junto com Judson e Matheus Barbosa. Guga pela lateral direita e no ataque, Rodrigão centralizado e Renato pela direita.

O time fez um bom primeiro tempo, criando algumas chances, sendo a principal a chegada em velocidade do Getúlio, pela esquerda, que recebeu um lançamento e correu até a área do adversário e chutou rasteiro, por baixo do goleiro, que conseguiu fazer uma grande defesa. O adversário teve chances, através de chutes de longe, com excelente participação do Kozlinski.

No segundo tempo, o Fortaleza veio mais ligado na marcação e dificultou um pouco mais para o time azurra. O Avaí seguia tentando criar oportunidades, mas parava no bom posicionamento da zaga cearense, que ganhava quase “toda a segunda bola”, e com isso o Leão da Ilha não conseguia pressionar de maneira mais contundente.

Rodrigão teve a chance mais clara, chegando pela esquerda, e dentro da área tentou cortar o zagueiro e trazer a bola para o pé direito e bater no gol, mas a zaga tirou.

Aos 49 minutos, o Avaí teve uma falta a seu favor e vislumbrou talvez a última chance da partida e jogou todo na área do Fortaleza para tentar o gol da vitória. Essa bola foi tirada pela defesa e o rebote sobrou no meio campo que lançou até o atacante Rodolfo que foi até a área, cortou pra dentro e bateu colocado, sem chance para o goleiro avaiano.

Uma derrota dura, de um time que tentou, sempre o gol, enquanto o adversário veio visivelmente por um empate, e no último lance levou os três pontos e título da série B.

Está mais difícil? Sim. O Avaí tem condições? Claro! Só depende de si, com duas vitórias, o acesso virá. Está mais pressionado? Sim.

Aquela frase atribuída ao clube: “Esse Avaí fax coza” se fará presente. São duas grandes decisões. E a primeira será em Alagoas, contra o CSA. Muito foco no objetivo. Concentração total. Teremos o retorno do aniversariante do último final de semana, o manezinho honorário, Betão e o elenco quase todo a disposição.

Vamos com tudo! Foco! Determinação! Fé!”

CURTA / COMPARTILHE / COMENTE

Resultados da rodada #36

Arte: Guto Delfino 

Saudações azurras.
Confira todos os resultados da trigésima-sexta rodada do Campeonato Brasileiro da Série B:

Vila Nova 3 x 1 Figueirense;
Juventude 0 x 1 Ponte Preta;
Boa Esporte 0 x 1 Brasil de Pelotas;
Coritiba 1 x 0 Goiás;
Oeste de Barueri 0 x 0 Londrina;
Criciúma 3 x 3 CRB;
CSA 0 x 0 Atlético Goianense;
Avaí 0 x 1 Fortaleza;
Sampaio Corrêa 2 x 1 São Bento;
Guarani 0 x 2 Paysandu.

Confira os quatro primeiros colocados da Série B:

1° lugar Fortaleza 68 pontos.
2° lugar CSA 59 pontos.
3° lugar Goiás 57 pontos.
4° lugar Avaí 57 pontos.

CURTA / COMPARTILHE / COMENTE

Todos os direitos reservados © 2018. | Blog do Guto - Desenvolvido por R Comunicação.